A importância da exportação de grãos para o país

A importância da exportação de grãos para o país


  • 21/11/2018

A saída de bens, produtos e serviços nacionais para outros países é denominada de exportação.

Segundo especialistas expandir as fronteiras e ampliar os limites de mercado com a venda de produtos é fundamental para a economia nacional, bem como, a diversidade de produtos podendo assim atingir um numero mais abrangente de consumidores e importadores.

 

As exportações são relevantes para a adaptação macroeconômica, para as políticas de desenvolvimento e por manter fortalecida a nossa agricultura. Alem disso, trazem para o mercado brasileiro a competitividade internacional desafiando os agricultores na busca incessante por melhores tecnologias, por maiores investimentos, pelo empenho em pesquisas e por maior qualidade dos produtos, alcançado assim, resultados diferenciados e amplo valor de mercado.

 

A geração de emprego e renda para muitas famílias é outro fator que deve ser levado em consideração quando se fala no aumento da produtividade, criando dessa forma, um cenário favorável para o país.

 

A produção de grãos brasileiros vem crescendo muito nos últimos anos e com esse aumento, consequentemente, crescem também as exportações, destaque para a produção de soja e milho. Nosso país se tornou um dos maiores exportadores de soja, ultrapassando os Estados Unidos e a Argentina e tem como maior importador o mercado chinês.

 

Esse crescimento expressivo é resultado da ampliação de terrenos plantados e do aumento da demanda pelo grão. As principais formas de utilização das sementes são a extração do óleo para a alimentação humana e o refinamento para utilização na indústria alimentícia e farmacêutica. No entanto, o que realmente alavancou a produção e exportação foi a utilização como alimento e principal fonte proteica para animais na formulação de rações. E deve acelerar ainda mais pela necessidade de atender a crescente indústria de biodiesel.

 

Em 50 anos, o Brasil passou de importador de alimentos para um dos maiores exportadores de comida do mundo. O aumento da população mundial é um dos grandes responsáveis por esse avanço. A demanda de grãos ascende a cada ano. As exportações de alimentos representam importante contribuição brasileira para aliviar a fome de milhões de cidadãos em todos os países, consolidando assim, a política econômica e a presença do Brasil no mercado internacional.

 

A safra da oleaginosa 2017/2018 ultrapassa os 70 milhões de toneladas de grãos para exportação. Por esse motivo, a soja vem sendo considerado para muitos, “o ouro do Brasil”. Nos últimos 10 anos, a produção cresceu tanto que se tornou o principal produto na linha dos exportados. Isso tudo, graças a excelentes resultados alcançados através de pesquisa e de tecnologias inovadoras. Os agricultores têm mostrado a sua força no campo, com muito orgulho, trabalho e dedicação, ampliando assim, as suas fronteiras para a exportação tornando o Brasil um fenômeno reconhecido mundialmente.

 

O caminho para o mercado externo está solidificado, no entanto, passa por constantes transformações. É de extrema importância que as pesquisas sejam realizadas constantemente para que o produto possa ter a qualidade mantida e melhorada. Que os agricultores continuem otimistas, inovadores e com olhos bem abertos para o futuro.