Polietileno, o que é e para que serve

Polietileno, o que é e para que serve


  • 28/02/2018

O Polietileno, conhecido também pela sigla PE em muitas áreas, é um tipo de plástico muito consumido não só no Brasil.

Em outras localidades do mundo, o polietileno é um dos principais materiais de geração de riqueza. No cenário nacional, brasileiro, o plástico é utilizado em diversos produtos, principalmente de rotomoldagem.  


Variedade de produtos compostos por polietileno


É fácil encontrar produtos que tem como base principal ou secundária a composição de polietileno. Porém, antes de destacar alguns produtos que são feitos com esse plástico, é preciso apontar suas características mais elementares e técnicas.

Nesse sentido, o polietileno é aquele tipo de plástico que não se deforma com o calor, sendo que sua fusão é de mais ou manos 115°C.

Existem, atualmente, cinco variações diferenciadas do polietileno, com destaque em primeiro para os de baixa densidade (PEDB) e alta densidade (PEAD). O segundo é o Linear de baixa densidade (PEBDL), seguido do polietileno de ultra alto peso molecular (PEUAPM). Além desses, há também o polietileno de ultrabaixa densidade, conhecido também pelo acrônimo de PEUBD.

Apesar de haver diferenças entre esses vários tipos de polietileno, há elementos que os unem, porque todos podem ser reciclados e comercializados. Para complementar, todos esses polietilenos têm resistência contra impactos, alta flexibilidade, estabilidade térmica e química, além de serem bons para manusear.

Entre os produtos termoplásticos mais consumidos no Brasil, o polietileno é sem dúvida o principal. Como já mencionado, a produção e o consumo de polietileno estão concentrados no país em materiais de rotomoldagem. Esses produtos pertencem aos catálogos de linhas agrícolas, náuticas, de armazenamento de produtos, tanques, pulverizadores e para silos.

O polietileno também pode ser encontrado ou utilizado em formas de pallets, tanque de combustível, caixa adubadora, limpa trilho, etc. O uso do material traz para as pessoas e empresas algumas vantagens que vão além das já descritas.

Os produtos com base de polietileno são resistentes, não desgastam e/ou envelhecem. Lembrando ainda que os produtos com polietileno não são tóxicos, não retêm umidade e são imunes a fungos e adores.  

Produção e consumo de polietileno no País


Diversas pesquisas vêm colaborando para que pessoas e empresas possam reconhecer a importância do polietileno na produção de riqueza do Brasil. Um dos estudos aponta que população nacional movimenta cerca de 2320 milhões de toneladas do material por ano.

Esses números são importantes porque mostram que só o polietileno corresponde a 36% total de termoplásticos que são consumidos anualmente no País.

As pesquisas ainda expõem que o brasileiro consome diversos tipos de polietilenos. Os levantamentos, cada cidadão do país consome em média 11,2 kg de polietileno por ano através de embalagens. Em termos de produção, o polietileno, especialmente o de ultrabaixa densidade (PELBD), é muito utilizado nas indústrias de embalagens flexíveis.

A Trevisan utiliza polietileno na fabricação dos seus produtos rotomoldados. Para conhecer cada um deles e saber mais sobre esse termoplástico, acesse o site da empresa. Mais informações sobre polietileno e os produtos rotomoldados pode ser conferidos também na página oficinal da Trevisan no Facebook