Por que coletar amostra do solo é importante

Por que coletar amostra do solo é importante


  • 07/03/2018

Na agricultura, todo produtor sabe, independente do que é cultivado, que a amostra de solo é de extrema importância para as plantações.

Além da amostra, há diversos fatores e métodos que implicam ainda em uma boa análise de solo. Neste sentido, é necessário que o produtor agrícola conheça a fundo o assunto e suas técnicas.  


Análise de solo confiável na agricultura


Para realizar uma boa análise de solo, a amostragem colhida é de fundamental importância para alcançar resultados precisos. Neste contexto, vale ressaltar que a amostra de solo representa uma área, pequena, média ou grande para o plantio.

Em síntese, é a partir dessa amostragem que o produtor irá definir as formas de plantio, o que será plantado e quantidade.

A amostra de solo, se feita de forma incorreta, faz com que o produtor perda o seu plantio e muito investimento financeiro.

Além disso, normalmente a amostra de solo é encaminhada para um laboratório especializado neste tipo de técnica. Por esse motivo, é necessário que o produtor escolha muito bem o laboratório que irá fazer a análise do solo.

A partir da amostra do solo e da análise que o produtor agrícola de pequeno, médio ou grande porte, desde a agricultura familiar até de grandes corporações, irá definir se será necessário o emprego de nutrientes específicos tanto para o solo quanto para a sua plantação, além de substâncias que servem para o combate de pragas.

Segundo diversos especialistas da área agrícola, os produtores devem optar pelas formas mais tradicionais de análise do solo, a fim de correr menos riscos.

Nesta concepção mais tradicionalista, há duas formas de análise do solo: uma é química e outra física.  Na análise do solo que segue a abordagem física, são coletadas e avaliadas a quantidade de argila, areia e silte do terreno.

Na análise do solo, com apontamentos de abordagem química, são avaliados os minerais que compõe o solo.

Na visão de especialistas no assunto, a análise do solo física não exclui a química, e vice-versa. Ambas devem ter importância para o produtor agrícola por diversos motivos.

A análise química do solo indica quais são os nutrientes necessários para o plantio, bem como a forma de fazer a adubação. Junto com a análise química, a análise física irá mostrar se é necessário fazer uma correção no solo.

Em outras palavras, é preciso investir no uso de calcário para corrigir a acidez do solo, principalmente em áreas novas. Lembrando ainda que tanto a amostra quanto a análise do solo devem ser feitos periodicamente, antes e durante o plantio e depois colheita.  


Recursos e equipamentos para amostra do solo

Regressando para a amostra do solo, é preciso que o produtor esteja munido dos melhores equipamentos. Como a amostra é o princípio de qualquer análise de solo, o produtor agrícola precisa investir nos melhores maquinários, equipamentos e ferramentas.

Um exemplo disso é o kit para coleta de amostra de solo da Trevisan, adaptado em quadriciclos ou veículos utilitários. Para saber mais sobre amostra e análise de solo, bem como tudo sobre o universo agrícola, confira outras informações no site da Trevisan, ou através da página oficial da empresa no Facebook.