Quais cuidados devo ter com a chegada do verão para a piscicultura?

Quais cuidados devo ter com a chegada do verão para a piscicultura?


  • 05/12/2017

A piscicultura diz respeito à criação de peixes, e é uma área da aquicultura. Nesse campo, também leva-se em consideração o cuidado com os moluscos e plantas aquáticas.

Para isso são empregados conhecimentos específicos, e a ciência que estuda essa área é a maricultura. E para garantir que toda a cadeia de produção esteja em perfeita harmonia, o piscicultores precisam ficar atentos à diversos fatores, entre eles o clima. No verão, o calor tende a ser mais intenso, exigindo assim cuidados especiais. Um dos principais problemas encontrados por quem atua na área da piscicultura, e isso vai além do verão, é o descuido com o manejo. É muito importante colocar a quantidade certa de peixes em cada espaço, tanto durante o calor, quanto no frio. Também é necessário saber como fertilizar a água, para que não ocorra um desequilíbrio da natureza.  


Períodos com maior mortalidade de peixes

Os períodos que possuem maior mortalidade de peixes é o outono e inverno, porém, os cuidados para que isso não aconteça, de acordo com especialistas, é já começar a se preocupar durante o verão. As mudanças bruscas de temperatura também prejudicam a aquicultura, uma vez que os peixes não conseguem regular a sua temperatura corporal, como as aves e os mamíferos. Um dos passos mais importantes em dias com calor intenso é saber manejar a alimentação. De uma maneira bem simples, quando expostos à temperaturas altas, o metabolismo dos peixes tende a ficar mais acelerado. Além do mais, as variações de temperatura acabam diminuindo à resistência dos peixes às diferentes doenças. Durante o verão, um erro muito comum é colocar comida em excesso para os peixes, justamente por conta do metabolismo, o que acaba gerando mais desequilíbrio ainda. Isso também faz com que durante o verão, eles sofram uma perda de qualidade da água, e com a chegada do inverno, as doenças acabam dizimando boa parte da criação.  


Cuidados especiais durante o verão

Na piscicultura é essencial saber dosar o alimento dos peixes. Ele precisa ser apropriado para que a qualidade da água seja mantida dentro dos índices aceitáveis. As taxas de alimentos costumam variar de acordo com as espécies criadas, também é necessário levar em consideração a temperatura da água. O piscicultor também precisa acompanhar de perto se os peixes estão se alimentando da maneira certa, e isso inclui a quantidade. Isso faz com que a água esteja sempre limpa, e não deteriorada pela quantidade de restos de comidas deixados. Os níveis de poluentes da água durante os períodos de calor deve ser monitorado regularmente. É necessário respeitar os níveis de oxigênio, pH, transparência, amônia, dureza, e nitrito. Uma dica importante é investir no planejamento do manejo dos peixes. Utilizar suplementos à base de vitaminas C e E, por exemplo, também ajuda, pois acaba aumentando a imunidade dos peixes, na hora de passar por condições consideradas estressantes. O recomendado é sempre optar pela prevenção durante o verão, isso acaba melhorando inclusive os possíveis problemas comuns do inverno.