Quanto tempo uma planta sobrevive sem água?

Quanto tempo uma planta sobrevive sem água?


  • 27/12/2017

Certamente, você já deve saber que as plantas necessitam de água para se desenvolver e também já deva ter ciência de que há algumas espécies menos dependentes de água do que outras.

Em termos gerais, a água é indispensável para a vida e de uma ou outra forma ela é fundamental para qualquer tipo de planta. O que várias espécies que vivem e se desenvolvem em meios com poucas chuvas fazem é potencializar o mecanismo de armazenamento.

A pergunta é genérica, no entanto, busca oferecer uma importante informação acerca da vida das plantas.  

Como as plantações sobrevivem sem chuva?

É difícil entender como as plantas conseguem se manter vivas durante períodos de escassez de chuva, contudo, há um mecanismo desenvolvidos pelas plantas que permite uma menor perda de água quando a época é de estiagem.

Como as plantas são fixas no solo e não podem se deslocar no intuito de achar água elas desenvolveram um mecanismo de proteção contra a baixa umidade e a seca: o fechamento dos estômatos.

Mas afinal, o que são os estômatos? Essas estruturas funcionam como poros que se abrem e fecham na transpiração das plantas. Felizmente, as plantas possuem como função o fechamento dos estômatos e isso permite que elas controlem a perda de água quando se dão conta que estão perdendo muito líquido.

A agricultura em tempo de estiagem também é possível graças à outra função das plantas: a produção de cera ou cutinas. Estas substâncias têm caráter impermeabilizante e são depositadas nas folhas da planta quando esta começa a perder muita água.

Embora tanto o fechamento dos estômatos quanto a produção da cutina ou cera sejam métodos eficazes, quando a situação complica e fica muito rigorosa, essas funcionalidades começam a não dar conta das necessidades e como último mecanismo a planta começa a soltar as suas folhas.

A perda das folhas durante o período de seca visa a máxima redução das perdas de água, assim, a planta entra em um estado denominado de dormência. Este período continuará até que seja iniciado um novo ciclo de chuva, desta forma, o metabolismo será reiniciado quando o período chuvoso recomeça.

Muitas plantas são capazes de sobreviver às épocas de estiagem lançando mão destes mecanismos. Contudo, nem sempre eles são tão eficazes. O feijão, o milho e diversas herbáceas não conseguem sobreviver por muito tempo durante períodos secos, assim sendo, precisam desenvolver sistemas próprios de adaptação.

Gostou desse artigo? Deixe um comentário. Siga nossa fanpage no Facebook e fique por dentro das novidades! 
https://www.facebook.com/TrevisanEquipamentos